Innovation to provide clean water to those in need

É desagradável passsar horas sem água, mas a maioria de nós não sabe o que é não ter acesso à água limpa por toda a nossa vida, caminhar quilômetros com baldes para poder cozinhar e lavar. Em muitos lugares a água é tão contaminada que é impensável bebê-la.

Uma pesquisadora da universidade Carnegie Mellon, dos Estados Unidos, criou um filtro de água que é um livro. As páginas são destacáveis e contêm nanopartículas de prata a cobre e conforme as bactérias percorrem o filtro de papel, elas absorvem essas partículas e morrem. O filtro mata 99% das bactérias e já foi testado em amostras de água africanas. Apesar do sucesso do produto, ainda não há processo industrial para tal, os livros são feitos manualmente por ela e os estudantes e ainda faltam estudos quanto a eficácia do filtro em relação a vírus e protozoários. Tem tudo para dar certo, é barato, fácil de usar e ainda pode conter informações nas páginas (afinal, é livro!)

No Quênia, a população já conta com um caixa eletrônico que, em vez de dinheiro, disponibiliza água limpa. A iniciativa chama-se AQtap. Lá o problema não é o acesso à água, pois a população já paga por ela e a retira em centrais, o que ocorre é que os controladores das torneiras não necessariamente repassam o dinheiro arrecadado para as melhorias do sistema como deveria ser feito.  Assim, a empresa explica que todo o dinheiro arrecadado pelo caixa eletrônico é reinvestido para melhorar a qualidade do abastecimento do próprio sistema e também possibilita a coleta de dados de consumo para mapeamento e planejamento de ações. Ainda está em fase piloto.

Caixa eletrônico água limpa

Também vem da África uma planta que provê água limpa. A moringa é tida como milagrosa, pois além de conter mais cálcio que o leite de vaca e mais ferro que o espinafre tem concentração altíssima de vitaminas A e C e potássio. Ela já e utilizada há anos pelas populações locais na base da alimentação e no tratamento de dores de estômago e até de malária. E não é só isso, suas sementes (foto abaixo) quando trituradas e misturadas à água a tornam limpa, graças a sua propriedade de atrair argila, sedimentos e bactérias.

Moringa água limpa

Também inspirada na indústria de alimentos há o chuveiro que pasteuriza a água. Durante o banho, a água que escorre pelo ralo é limpa, reaproveitada e passa pelo chuveiro novamente. O processo consome apenas 3 litros e quando o banho termina o sistema descarta a água e o próximo banhista não corre o risco de se molhar a anterior. O processo é o mesmo utilizado na esterilização de leite na indústria.

Chuveiro água

É parecido com o sistema do brasileiro Pedro Ricardo Paulino, que esteriliza o banho por raios ultravioleta e ozônio e por fim o encaminha a água à privada quando o banho termina, permitindo-a ser utilizada mais uma vez.

Não há milagre, as inovações fazem sua parte, mas ainda precisamos fazer a nossa. Continue economizando para ter água limpa sempre!

Referências: Geek, FastCo Design, Hypeness, Science Target, Moringa News, E-cycle, Noctula Channel

COMMENTS

WORDPRESS: 0